eXTReMe Tracker

quinta-feira, dezembro 31, 2009

Siga para 2010 com bom balanço de 2009

Chegamos ao dia de balanço de um ano, que no geral foi positivo por todas as experiências com que me presenteou e com todos os desafios que me foi colocando.

2009 ficará marcado como o último ano em que passei os 365 dias como solteiro, foi o ano em que vivi a experiência de um despedimento em massa (sem ter culpa nenhuma), foi o ano em que mudei novamente de emprego, foi o ano em que passei a liderar uma equipa de desenvolvimento, foi o ano em que passei a ser empresário, formando com outros colegas a nossa própria empresa, foi o ano em que praticamente não usufrui de férias, foi o ano em que mais cresci profissionalmente e muito provavelmente pessoalmente.

2009 foi sem dúvida o ano de viragem em muita coisa na minha vida, não foi o ano mais espectacular em termos de diversão, mas foi o mais espectacular em termos de pontos de viragem e de importância para o futuro.

Foi o ano em que decidi que 2010 será o ano de “assentar arraiais” e de me casar, foi o ano em que decidi comprar casa, sem dúvida das duas decisões da minha vida (que sem ti não seriam possiveis ;) ). Foi um ano calmo em que todos os que me rodeiam continuaram com saúde e a concretizar os seus sonhos, com maior ou menos dificuldade, mas o importante é que o conseguiram.

Que 2010 entre em grande e que seja ainda melhor que 2009. 2010 será um ano repleto de emoções e de eventos, portanto espera-se um ano com mais “sentimentos à flor” da pele, mas espero daqui a um ano estar a fazer um balanço positivo tal como faço agora de 2009.

A todos um grande Abraço e os desejos sinceros de um ano de 2010 cheio de saúde, sucesso, felicidade e de realização pessoal e profissional.

Adeus 2009....

2009 foi, pessoalmente, um bom ano.

Primeiro que tudo, constatar com júbilo que toda a minha família, e amigos mais chegados, passaram o ano bem de saúde, comemorando mais 1 aniversário em boa forma. No fim, é o que mais importa.

Depois, em termos profissionais, foi um ano de experiência acumulada, participando em trabalhos importantes e estimulantes, o que destaco como nota positiva. Como negativo, o facto de a crise não ter passado ao lado do mercado de trabalho, obrigando o patronato das consultoras a optar pela contenção salarial. Pese embora o descontentamento de muitos, acho que importa fazer do negativo positivo. E, no meu caso, em que estou ainda a sedimentar experiência e sabedoria profissionais, prefiro destacar os trabalhos diversos e estimulantes que tive este ano, e que no final do ano me tornam um trabalhador mais válido e profissional.

Em termos musicais, foi um ano excelente, com a minha peregrinação a Dublin para ver os U2. Não poderia ter melhor acontecimento para figurar como n.º 1 na galeria dos grandes momentos da minha vida este ano. Vi também os Muse, de que gosto muito, o que foi a cereja em cima do bolo. Em todo o caso, quero também nomear o concerto dos Oasis, que para grande pena minha parecem ter terminado de vez. Foi um concerto muito bom, o 2º melhor do ano que vi, e que irei recordar durante muitos e bons anos.

Desportivamente, foi um ano para esquecer. O Sporting brindou-me com a pior goleada vista em vida do clube, os 12-1 do Bayern, e esta época está a fazer um trajecto miserável. Agora reforça-se loucamente. Enfim, pode ser que 2010 sorria ao Sporting. Uma taça de Portugal e 2º lugar no Campeonato já não era mau!
O negativo, a crise política em que está mergulhado o País. Sócrates big culpado.
Para as despedidas, ficam aqui os tops cinema e concertos.

Top 3 cinema

1. Gran Torino
2. Quem quer ser bilionário
3. Ligações Perigosas
Menção honrosa: UP altamente

Top 3 concertos

1. U2 @ Croke Park, 24.07.09
2. Oasis @ Pavilhão Atlântico, 15.02.09
3. U2 @ Croke Park, 25.07.09
Menção honrosa: Muse @ Pavilhão Atlântico, 29.11.09

quarta-feira, dezembro 30, 2009

Tarzan Boy

Hoje, uma crónica do Markl fez-me relembrar esta música. Que tesourinho deprimente.

Não dá para fazer mais nenhum comentário…

O n.º 1

Mais um ano que passa, e o Expresso continua a figurar como o n.º 1 dos semanários. Para mim, o melhor jornal português!
Gosto muito das crónicas do arquitecto José António Saraiva, e durante os primeiros números, ainda tentei entrar no Sol. Mas sem sucesso. Um jornal que pretende ser tudo e mais alguma coisa (aquela secção do Crime não lembra a ninguém) acaba por não saber a nada. A secção política e de internacional é pobre. As crónicas do Marcelo Rebelo de Sousa, que poderiam ser uma mais-valia, são simplistas. E até o Paulo Portas, que escreve muito bem, só sabia falar de cinema...e entretanto saiu. Por isso, hoje, quando quero ler o Sol, é mesmo pela Internet. Comprar jornais só mesmo o Expresso.
Nos Diários, como tenho o DN sempre à mão é aquele que acabo por ler mais. Mas só o que me interessa. O jornal assumiu muito as dores do PS. Sempre a insistir no casamento dos homossexuais, que já enjoa. Para não falar na inenarrável Fernanda Câncio. Mas, atenção, a secção cultural e desportiva é muito boa. E gosto de ler o João Marcelino, apesar de alguma partidarite. Pena é que o João Miguel Tavares tenha agora saído.
Outro de que gosto muito é o I. Pelo menos, ao nível de site, tem um site muito bem conseguido. Comprar, só comprei umas 2 vezes.
Correio da Manhã é jornal populista. Só é mesmo interessante na parte do cor-de-rosa. Ficamos sempre a saber por ele, em primeira mão, a capa da Playboy, lolol.
Nos desportivos, o Record é o que tem, actualmente, o melhor site, e bons cronistas. No entanto, continuo a ser um fiel de A'Bola.
Quanto às revistas, há muito que a Visão deixou de ser, para mim, a referência. Acho que a revista perdeu algum do seu encanto, apesar de continuar a ser a melhor. A Sábado tem bons conteúdos, mas algumas capas algo populistas acabam por a relegar para o 2º lugar.
No que toca aos jornais concelhios, saúdo o facto de o Jornal de Esposende ter recuperado da letargia onde se encontrava. No entanto, a publicação está a ser uma espécie de oposição ao Regime, pois ainda não saiu número em que não criticasse a câmara e o seu Presidente.
Quanto ao Farol de Esposende, para mim o Expresso do Concelho de Esposende, e de que me orgulho ter publicado, no último número, um artigo de opinião meu, julgo que poderia apostar mais nas secções de opinião (José Felgueiras, Penteado Neiva, Nogueira Afonso, só para citar alguns, que já nos brindaram com excelentes crónicas), e em conteúdos variados, como sucede agora com o Jornal de Esposende.

segunda-feira, dezembro 28, 2009

E de repente....

O Sporting passa da belenização à benfiquização...olé!

sexta-feira, dezembro 25, 2009

Feliz Natal

Este ano os afazeres natalícios fizeram atrasar a mensagem de Natal do nosso Blogue. Mas a mesma não caiu no esquecimento.

Os responsáveis por este pequeno estamine desejam a todos um Feliz e Santo Natal, recheado de alegria, felicidade, saúde e um “quente” ambiente familiar.Que o nascimento de Cristo traga uma nova luz à vida de todos e que todos consigam encontrar a sua luz para lhe iluminar o caminho de uma novo ano que ai se avizinha.

Para todos um Abraço Fraterno

João Felgueiras e Francisco Melo

P.S. – Escrevo em nome do Francisco, mas certamente, o mesmo concordará com a minha mensagem. 

quarta-feira, dezembro 23, 2009

Parabéns!

Ao meu avô, engenheiro Guimarães, por completar hoje 91 anos de idade!
Quem olha para ele não dá pelo correr dos anos. Mantém-se em boa forma, e sobretudo com uma presença e frescura de espírito notáveis!
Um forte abraço vô!

terça-feira, dezembro 22, 2009

Aviso à navegação

Andam por aí balanços espalhados nos últimos dias, em revistas e jornais, sobre o melhor e o pior desta década, a 1ª do 3º milénio, do séc. XXI, que supostamente termina agora.
Nada mais errado. A 1ª década do séc XXI termina sim a 31 de Dezembro de 2010, conforme melhor explicado aqui.
Por isso, toca a acalmar que ainda faltam mais 373 dias para fechar a 1ª década do 3º milénio.

segunda-feira, dezembro 21, 2009

Borrar a pintura

Jesualdo Ferreira tinha tudo para lançar o Porto definitivamente na tabela classificativa este fds. Porque vinha de vitórias categóricas (em guimarães e em madrid), porque o Benfica partia desfalcado para o jogo, porque o Benfica dera mostras de grande nervosismo no jogo contra o Olhanense, e porque o Benfica só vencera por 1 vez o Porto no novo estádio...
No entanto, vá-se lá saber porquê, o Professor voltou a ter outra das suas conhecidas paragens cerebrais, e montou 1 equipa a medo no jogo da Luz. Tirou Varela, actualmente o jogador portista em melhor forma, e incluiu Guarin no 11, um jogador que está longe de convencer.
O resultado foi o que se viu. O Porto nunca conseguiu mandar no jogo, e deixou para o Benfica as principais oportunidades de golo durante o jogo.
O Porto perdeu bem, e perdeu oportunidade de ultrapassar o Benfica nesta recta final da 1ª volta. Começará 2010 a 4 pontos de distância do principal rival, e vê os seus adeptos deprimirem-se de novo, pois este Benfica já provou que vai ser osso duríssimo de roer nesta edição da Liga. Quanto a Jesualdo, foi 1 oportunidade que não podia mesmo desperdiçar, visando a sua continuidade no comando técnico da equipa para o próximo ano.
P.S: apesar de arredado destas lutas, foi positiva a vitória do Sporting na fFigueira da Foz. Termina o ano a vencer, e segue-se agora uma paragem que pode ser positiva para Carvalhal reforçar os seus métodos tácticos, e o plantel reforçar-se bem. E dispensar bem, também.

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Expresso

A edição de amanhã do Expresso traz grande reportagem/entrevista com o Prémio Pessoa 2009, D. Manuel Clemente. Vale a pena comprar, porque o entrevistado é realmente brilhante, e com 1 discurso deveras cativante!

quinta-feira, dezembro 17, 2009

O meu 2º sismo

8 anos de Lisboa, já não sei quantos sismos se deram pela capital do império, e ontem à noite mais 1. O mais forte dos últimos 40 anos, e o 2º que me dei conta desde que aqui vivo. 6º escala de Richter. Foi sinistro.

Tinha acabado de chegar a casa dum jantar de Natal entre colegas da Faculdade, estava a aprontar-me pro vale, quando oiço um forte ranger das portas e barulho do chão, que ainda pensei ser o meu colega de casa. No entanto, o barulho era suficientemente forte e prolongado para ser feito por 1 pessoa. Ainda assim, a 2ª hipótese que me saltou a mente foi que alguém estava a assaltar a casa. Mas depois comecei a prestar mais atenção aos objectos do quarto e a ideia do assalto caiu logo em terra. Um cabide que tinha em cima da cómoda tremia, tremia, fazia barulho, até que caiu ao chão. Para completar a cena, olho estupefacto para o meu candeeiro a tremer por todos os lados. Pensei, isto é um tremor de terra, só pode. Depois parou tudo. Fiquei meio atordoado entre o verosímil da cena ou alguma ficção criada pela minha cabeça, ao fim de tantas horas de pé, e já suficientemente exausto.
Meti-me na cama, mas não consegui deixar de pensar no assunto. Como faltava pouco para as 2h resisti a entrar pro meu 7º sono de vez, e quando ligo o rádio fica o mistério desfeito: Lisboa acabara de sofrer um sismo, de 5,4º escala de Richter. Fiquei contente por confirmar que não era um delírio!
Hoje no escritório de manhã não se falava noutra coisa. Colegas assustadas, que foram para ombreiras das portas por exemplo. Confesso que não tive essa presença de espírito. Estava tão cansado que o apelo ao vale falou mais alto. Um bom apontamento para futuros sismos, sem dúvida.
Este sismo durou o suficiente para várias teorias me assaltarem a mente até à visualização mental final de que estava a dar-se um tremor naquele preciso momento. É uma experiência única que normalmente vemos na televisão e felizmente sem consequências de maior.
Tomara que todos os sismos de Lisboa sejam sempre assim, desta ordem de gravidade...

terça-feira, dezembro 15, 2009

Brrrrrr....

Faz imenso frio lá fora.

segunda-feira, dezembro 14, 2009

Breves

- A agressão a Berlusconi foi lamentável. Ponto. Por muito que não se goste do PM italiano, e da sua forma de estar e fazer política, a verdade é que as ideias combatem-se pela força do voto, pela força da retórica, e não pela força física. Mas, ainda admitindo que alguns políticos estão mesmo a merecer levar no focinho, então que se adopte a estratégia mais simpática e menos agressiva daquele cidadão francês (?) que espetava com bolos de natas nas caras de políticos polémicos. Sempre era mais doce e visualmente mais eficaz (antes um político de cara cheia de natas, do que a sangrar, pois nesse caso ninguém se vai encher de comiseração).
- Bettencourt voltou a prometer reforços. Engraçado como ainda há 4 meses, no período mais importante do ano - o defeso - não tinha tostão pra comprar 4 míseros reforços, e agora tem. De facto, a preparação da época desportiva do Sporting é um case-study.
- A Grécia está à beira da falência técnica. Cá em Portugal, Governo e Oposição radicalizam os discursos de dramatização, no que toca a orçamento e desemprego. Este caso só vem reforçar ainda mais o erro crasso do Governo de Sócrates quando afrontou Cavaco com a questão dos Açores. A esta hora, o Presidente podia estar a valher-lhes, mas não está. Este caso só ilustra bem a falta de dimensão governativa do PS. Ter tomado partido junto do aparelho açoriano contra o Presidente foi o maior tiro no pé que poderiam ter dado. Agora, estão a pagar a factura.
- Não vejo como Alegre fizesse melhor que Cavaco neste contexto. No entanto, é bom que o poeta-deputado venha a terreiro na disputa Presidencial. Ao menos vai dar luta a Cavaco, que tem saído uma desilusão como Presidente. Esperava muito mais dele, confesso.
- Tiger Woods é o desportista mais bem pago do mundo, tem um mulherão (modelo sueca) mas no seu íntimo nunca se achou suficientemente atraente, e vai daí envolveu-se com uma série de mulheres. Agora, sucedem-se as amantes, umas verdadeiras, outras falsas, que vêm abrir mais as portas, já de si gravemente escancaradas, da vida privada de Tiger Woods. Assim se abala a reserva (moral e profissional) de um grande campeão, talvez de forma irreparável.
- Depois de Lance Armstrong, agora é a vez de Michael Schumacher poder regressar à competição desportiva. Uma das manifestações de um grande campeão é saber sair de cena. Por muito que isso lhe custe. Porque o regresso nunca é a mesma coisa. Ainda que se ganhem algumas provas.
- Em devido tempo manifestei junto de quem de direito, a grave lacuna de Esposende não ter um guia turístico que se preze, com informaçã completa e actual dos seus lugares de encanto, restauração, e cultura. Sendo o Turismo o baluarte da nossa economia local, não se compreende como é que ainda não temos um guia que honre a cidade e desafie os visitantes que por cá passam.
Adenda
A atribuição do Prémio Pessoa a D. Manuel Clemente só surpreende quem não acompanha a carreira irrepreensível que o actual Bispo do Porto tem feito nos últimos anos, na Igreja Portuguesa e na sua sociedade.
Há algo de especial em D. Manuel Clemente. Seja pela simpatia e concórdia que emana da sua figura, seja pelas palavras certas que diz, no seu timbre sempre cativante. D. Manuel Clemente é uma figura carismática e tomara que chegue a Cardeal, porque a Igreja Romana precisa de pontas-de-lança da sua massa!

quinta-feira, dezembro 10, 2009

Parlamento on rocks


O Presidente da Comissão que está a tentar pôr ordem na casa, mas sem sucesso, é o Presidente da Assembleia Municipal de Esposende.
Pena que não estivesse munido de cartões vermelhos para admoestar aqueles 3 tristes deputados....

quarta-feira, dezembro 09, 2009

Para o ano estão cá todos

U2, Muse, Pearl Jam, e agora Metallica. 2010 promete ser o melhor ano da década no que toca a bandas consagradas a actuar em Portugal num só ano.
Já por diversas vezes manifestei aqui a minha vontade em rever os Metallica ao vivo, mas sempre sem sucesso. O concerto de 2004 no RiR foi dos melhores da minha vida. Depois disso já cá estiveram 3 vezes, e eu não mais voltei.
Gostava de ver se agora à 4ª era de vez! O Pavilhão Atlântico começa a não me encher as medidas no que toca ao som. No entanto, já ando a prometer a mim mesmo, de há vários concertos a esta parte, que o próximo terá de ser na bancada, para ver como é ver um concerto desse lado.
Enfim, fica aqui a intenção. Será?

Acertando o passo

A notícia de que Caicedo estará de saída agora na pausa de Natal, é mais um ponto positivo nesta nova direcção táctica que JEB está a imprimir nos destinos do clube.
Confesso que estou agradado com a frontalidade de Carvalhal, que sabendo ter um contrato a prazo, está a fazer tudo para provar que é muito melhor treinador do que a passagem sem sucesso por 10 clubes diz. Nesse sentido, já identificou as lacunas, e onde é preciso reforçar, bem como está a querer livrar-se dos jogadores que são rendimento nulo na equipa. Infelizmente, não será possível mandar embora metade do plantel (Abel, Pedro Silva, Grimi, Postiga, só para citar alguns), mas estas saídas já abrem espaço para a entrada de alguns bons reforços.
Enfim, com a 1ª volta da Liga ainda por dobrar, um sorteio favorável na taça, e o apuramento para a fase seguinte da Liga Europa conseguido, o Sporting ainda vai a tempo de justificar alguma coisa nesta época futebolística. Assim seja!

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Não há que enganar

Esta equipa do Benfica é a segunda melhor equipa da Liga desta década, depois do conjunto do FC Porto que venceu a UEFA/Champions.
Podem nem chegar a vencer o campeonato, mas que estão a fazer uma das 1ªs voltas mais espectaculares dos últimos 10 anos lá isso tão!
P.S: Angulo foi um flop monumental e o Sporting fez bem em corrigir o enorme erro de casting, abrindo uma vaga para o mercado de inverno. Pena é não ter começado mais cedo com esses acertos e, ao invés, ter tomado decisões em sentido contrário, como foi o caso da renovação com o Pedro Silva.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Muse IV

Dia 27 no Rock in Rio, como cabeças-de-cartaz.
Dois anos seguidos a ver U2 e Muse. Há coisa melhor? ;)

quarta-feira, dezembro 02, 2009

Jorge Lopes

O comentador residente do Atletismo para a RTP, a voz que nos acompanha desde que nos conhecemos como gente, o narrador dos momentos mais áureos do atletismo português, desapareceu!
Uma grande, grande perda para a nossa televisão. Era um comentador irrepreensível, com um timbre muito próprio, e que analisava as provas com um rigor doutoral. Era uma delícia ouvi-lo comentar as provas, sobretudo as que metiam os portugueses.
Quando muitas vezes se discutem os cromos narradores do futebol na nossa televisão, talvez fosse bom deterem-se no exemplo de Jorge Lopes, no exemplo de como deve ser um comentador de categoria e com autoridade!

terça-feira, dezembro 01, 2009

Uma nova Europa

Entra hoje em vigor o Tratado de Lisboa.
Um Tratado vincadamente português. Gerado durante a Presidência portuguesa da União Europeia, com o Presidente da Comissão português e com o seu nome a tomar emprestado o nome da capital do País.
Mas, mais importante que estes pormenores nacionalistas, é o facto de o Tratado arrumar a casa, que nos últimos anos viu entrar novos moradores, o que tornou ainda mais impraticável aquela regra da unanimidade para as grandes decisões sobre a construção europeia. É verdade que agora os Países pequenos perdem alguma da sua força, mas convenhamos, a construção europeia se já era complicada a 15, com 27 ainda mais ficou, e as coisas ou bem que andavam, ou então entraríamos num imobilismo sem retorno. E esta opção é a menos desejada por cada um dos 27. Por isso vem aí a maioria qualificada, e outras alterações também importantes nesse sentido.
Pode não ser o melhor Tratado daUnião Europeia, mas já representa um bom avanço, e tomara que seja bem sucedido. A bem de todos nós que também fazemos parte do Projecto Europeu.
Por isso digo boa-sorte Tratado de Lisboa!

Quando tudo parecia já ter acontecido ao Sporting...

Eis uma polémica mesmo a jeito para esta altura do ano, sobre as gameboxes do Sporting e a sua discriminação para com os casais homossexuais. Não vou discutir o tema, que já há quem se tenha pronunciado sobre ele com propriedade.

segunda-feira, novembro 30, 2009

A frase da noite de ontem

"tenho que começar a vir a mais concertos de Muse!".
Dito por um compincha que assistiu comigo ao concerto. O cenário? Exterior do Pav. Atlântico, fim de concerto, um frio de rachar. Duas teens trocavam de t-shirt, ficando de soutien à mostra. Já levo alguns bons concertos de U2, Pearl Jam, Muse e Metallica, e confesso que também nunca vi espectáculo assim.... :P

Caça-talentos

Na minha terra.

sábado, novembro 28, 2009

É já amanhã!

A minha 2ª banda preferida de sempre! Desde que descobri estes gajos que nunca mais perdi nenhum concerto deles em Portugal. Amanhã, o 3º! Na maior sala de concertos do País, o Pavilhão Atlântico. Finalmente! Concerto está esgotado há já uns bons meses. Vai ser a p***da hysteria!

sábado, novembro 21, 2009

E os parabéns hoje vão para....

O meu primo Pedro Wörm, jogador de rugby do CDUL, no escalão sub-16, e que foi brindado esta semana com a fantástica notícia da sua convocatória para um estágio da Selecção Nacional de sub-16.
A Selecção só joga em Janeiro, contra a Inglaterra, e será fantástico se o puto conseguir um lugar nos eleitos do Seleccionador! Boa sorte pastel!




Para o Pedro Almeida (a.k.a Gato), que na sequência da conquista da menção honrosa no concurso de fotografia de Verão organizado pela Câmara Municipal, aqui está a receber o seu prémio. A ver se para o ano ataca o 1º lugar!






quarta-feira, novembro 18, 2009

Reconquistar África

mundial2010

Estamos lá Portugal. PORTUGALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

I’m sorry

Porque me esqueci do dia, porque foi neste dia que se iniciou a caminhada que nos levou até aqui. Porque és, realmente, a melhor coisa que me aconteceu. És a minha verdadeira “Sweetest Thing”.

Desculpa…

P.S. – I love you.

Todos por Portugal!

Logo ao final de tarde inicio de noite, todos estarão com o coração na Bósnia e com os olhos postos no televisor ou ouvidos no rádio.

Logo, a nação unir-se-á, novamente, para levantar o esplendor de Portugal e levar a alma lusitana até à Africa do Sul.

Assim o esperamos.

Força Portugal.

segunda-feira, novembro 16, 2009

É pá, vamos lá ter cuidado, parece que o nosso blogue está sobre escuta. Tenho de desligar…………………………………………………………..

Face Oculta

A face, por mais oculta que esteja têm sempre um corpo, tem sempre algo para desvendar, tem sempre um rosto. Quem será o rosto desta face oculta? Não será mais que um?

Por alguns momentos, apercebo-me que a face oculta é o nosso primeiro ministro, seja ele o rosto ou não dessa tão malograda face. Tudo o que se têm passado em Portugal tem apenas e só um só rosto; José Sócrates.

O caso da sua licenciatura, o caso das empreitadas da Beira Interior, o caso ‘Freeport’ (o que eu gosto de ouvir muitas das figuras públicas a dizer: Freepor), o caso das moradias da mãe do mesmo em Lisboa, o caso ‘Eurojust’ e mais recentemente o caso ‘Face Oculta’. Não parece haver muita coincidência que o nome de José Sócrates seja sempre apontado? hummmmmm…

O povo lá diz que “não há fumo sem fogo”, mas à fumarada que ai vai, cheira-me a queimada, com pouco fogo e muita fumarada. Sim, uma queimada, uma queimada politica, uma tentativa de assassínio por incineração (coisa que o nosso primeiro tanto defendeu).

Não será que os juízes, magistrados e outros agentes da justiça estão a tentar apanhar Sócrates “na curva” por ter mexido com os tão aclamados direitos adquiridos. O direito adquirido de três meses de férias… Ora pensem lá? Parece estranho? Parece teoria da conspiração? Pois bem, pode parecer, mas que é um facto, lá isso ninguém pode negar.

Até ao lavar dos cestos é a vindima e até lá o nosso Primeiro Ministro continua a arcar e a dar a cara nestes malabarismos circenses que o vão rodeando. Até quando terá ele estofo para aguentar esta situação?   

ZS voltou

Apôs ter tido um acidente em cadeia, faz sexta-feira duas semanas, eis que o meu citroën C2, o meu ZS (Zoo Station) volta à estrada, de cara lavada e sem nenhuma marca de tal acidente.

É o regresso do herói. ahahahahah

domingo, novembro 15, 2009

Só podia… ser Tuga!!!

Não tenho grande comentários a fazer a esta noticia, apenas e só dizer:

Só podia ser Tuga, só podia ser a TVI a dar uma noticia deste quilate.

Ver aqui…

P.S. - Depois da noticia do Carlos Carvalhal ir treinar o Sporting está é a segunda grande piada do dia.

Casamentos Homosexuais.

Muito provavelmente este será um tema bastante complexo de abordar. Implica uma abordagem suave para não ferir susceptibilidades, até porque vai mexer com várias áreas da sociedade, da politica até à religião, passando pelos comportamentos sociais.

A sociedade Portuguesa continua a ser uma sociedade conservadora no que concerne a algumas temáticas e certamente, neste caso, passar-se-á o mesmo. Queria trazer para a discussão o tema do “Casamento” Homosexual.

Queria deixar desde já a minha posição. Não sou contra a escolha livre de parceira(o) com quem queiramos passar a vida, Deus deu-nos o livre arbítrio, portanto não devemos condenar as escolhas de cada um. Não sou contra os homosexuais, é uma escolha e eu certamente não tenho nada a haver com isso. Acho que deve haver respeito de ambas as partes e não existir a presunção da verdade absoluta. Não sou contra, no entanto, acrescento que me causa uma certa confusão. A nossa verdadeira essência é animal e como qualquer animal o principal instinto é sobreviver e dar continuidade à sua espécie. Esse instinto só poderá ser conseguido entre pessoas de sexos opostos, portanto, acho que as pessoas que tomam por opção escolher pessoas do mesmo sexo como parceiros estão a contradizer as leis naturais e milhares e milhares de anos de evolução.

Mas não era isto que queria partilhar convosco, o que me preocupa verdadeiramente nesta matéria, é o assunto do momento, o “Casamento” homosexual.

Este assunto está a ser colocado com uma grande prioridade para a nova legislatura, o que a meu ver é errado. Existem diversas problemáticas no pais para serem discutidas, acordadas e tomadas decisões e acções eficazes.

Acho errado, mas ainda mais errado está a ser chamar “Casamento” ao acto de vivência entre duas pessoas do mesmo sexo. Podem chamar-me retrógrado, mas a minha visão de casamento é a vivência em harmonia de um casal para o resto da vida, tendo por ponto alto o nascimento de um ou mais filhos. Chamem-lhe o que quiserem, mas não “Casamento”. Segundo a lei todos devemos ser iguais, ninguém deve ser discriminado e todos devemos ter as mesmas oportunidades a nível social. Mas não será um contra-senso, pessoas que não contribuirão para a renovação do pais, que à partida não conseguiram deixar descendência, ter os mesmos direitos que pessoas que muitas das vezes passam privações para poderem criar um filho?

E depois disto, o que virá? Poderem adoptar e educar crianças?

Estamos a abrir um precedente que poderá dar origem a bastantes pedidos e a direitos que apôs a aprovação deste serão também de “direito adquirido”. Espero que o Partido Socialista repense a sua posição em relação a esta temática. Não será por isto que será um partido renovador, nem será por isto que ganhará maior empatia entre as pessoas.

Afinal é o Carvalhal

Ter o Carlos Carvalhal a treinador do Sporting merece-me o seguinte comentário: ah, ah, ah, ah, ah, ah,ah!

quarta-feira, novembro 11, 2009

Boloni?

Espero que o Sporting não cometa a loucura de ir repescar o Boloni para treinador. Pode ser que esteja muito melhor treinador do que há 4 anos (ganhou campeonato na Bélgica, foi à UEFA na França com o Rennes), mas a verdade é que também se revelou um treinador limitado tacticamente.
E o Sporting precisa de um treinador que consiga montar 2 esquemas tácticos e, sobretudo, que consiga armar uma equipa que não dependa tanto da inspiração do Liedson. Porque senão, continuaremos tramados.

Ruhe in Frieden

Robert Enke foi durante alguns anos o guarda-redes do meu grande rival, Benfica. E que guarda-redes de categoria!
Quem pensou que depois de Preud'Homme, o Benfica não mais voltaria a estar tão a salvo das suas redes, enganou-se. Robert Enke foi das poucas grandes contratações do consulado de Vale e Azevedo, e conquistou o respeito e admiração de todos os adversários pelas grandes defesas que efectuou, e pelo super-profissionalismo demonstrado em campo.
Infelizmente, apanhou o Benfica na sua pior fase, com uma defesa cujos nomes ainda hoje assustam, não pelas melhores razões é claro, mas ainda assim salvou em inúmeras ocasiões o clube da Luz.
Era um guarda-redes que não me importava nada de ter na minha equipa. Foi pena ter ido embora do futebol português, mas deixou saudades.
E hoje, que somos confrontados com a notícia do seu brutal desaparecimento, ainda mais consternados ficamos. Não só pela morte trágica que o suicídio é, mas também pelo vazio que um profissional excelente como Enke era vai deixar.
Para a memória ficam os registos das grandes defesas, e aqueles Benfica-Sporting, em que rivalizava com Peter Schmeichel nas defesas impossíveis, só próprias de guarda-redes de eleição. Eram dois senhores nas redes. A minha homenagem a Robert Enke.

terça-feira, novembro 10, 2009

20 anos apôs a queda….

Era pequeno, tinha apenas 5 anos, mas de alguma forma o dia 9 de Novembro de 1989 ficou guardado na memória com certas imagens. Obviamente não sabia o porque, vários anos depois nem da data me lembrava, mas as imagens da queda de um murro, milhares de pessoas em festas, essas nunca me sairam da memória.

A queda do “murro da vergonha” foi sem dúvida um ponto marcante da história e deverá ser para sempre recordada. Pena é que ainda existam tantos “murros” por esse mundo fora, não só murros de betão ou de qualquer outro material, mas murros de compreensão e paz.

Devemos olhar para estadistas como Lech Walesa e Gorbachev e tomá-los como exemplos para a abertura ao mundo.

Maré de Aniversários

Já que estamos a falar de aniversários, nunca é tarde para recordar um programa que marcou a nossa infância, o qual já teve direito a um “post” aqui no blog e que foi (para mim) de longe o melhor programa infantil e educativo que passou pelas nossas televisões.

A qualidade de um programa deste tipo é cimentada com este aniversário, porque nada que é fraco ou mediano atingue tão bonita idade.

Falo claro da Rua Sésamo!

40º aniversário da Rua Sésamo

Tantas alegrias nos deu, tantos ensinamentos. Se o meu destino for ter um ou mais filhos, certamente que lhes mostrarei a rua sésamo.

Os meus parabéns Rua Sésamo, mas acima de tudo o meu Obrigado por teres contribuido para o meu crescimento.

Abertura do 1º Espisodio Português:

Parabéns Estaminé

Fez ontem três anos que nasceu aqui o nosso pequeno espaço. Um espaço que nasceu por mero acaso, nasceu porque como muitas das coisas na vida nascem de acções que no momento parecem despropositadas e pequenas e que podem atingir uma grande dimensão. O “nosso”, “vosso” blogue… Porque o blog não é para quem nele escreve, é para quem nele passa e lê as nossas preocupações, as nossas brincadeiras, as nossas criticas, as nossas opiniões… no fundo um bocado de nós mesmos.

Três anos podem parecer pouco, com esta idade nada é maduro o suficiente, nem nada é tão jovem neste mundo cibernaútico. Digamos que nós estamos num limbo, uma fase boa do blogue, onde depois de aguentarmos 3 anos, estamos preparados para mais 30 se possivel.

Como o Melo falou, pena foi a efemera passagem da nossa cara blogueira Anabela, que sempre prespicaz nos brindou com bons posts e que veio dar um toque e uma visão mais feminina a este estaminé dominado por dois rapazes que muitas das vezes nem de si sabem tomar conta.

São três anos com um balanço positivo, em que muitas coisas no mundo mudaram, onde se assistiram a quedas de governos, onde se assistiu a eleição do 1º presidente negro da américa, onde o Porto foi campeão na plenitude desta triade (peço desculpa, mas o Melo esta sempre a falar no seu infelizmente “desgraçado” Sporting), onde eu particularmente mudei duas vezes de emprego e onde acima de tudo os dois blogueiros encontraram as suas caras metades.

Três é um número conectado com a perfeição… De perfeição o blog não têm nada, nunca terá (ficaram desiludidos? Claro que não :) ). Tentaremos fazer cada vez mais e melhor. Pena que eu agora não tenha a Manuela Moura Guedes, o jornal da TVI para malhar. Mas se for para malhar tenho sempre a Direita. ahahahaha.

Tenho de fazer ‘mea culpa’ por não ter feito a quantidade de posts devidos, mas espero ser como os U2, demoram a lançar um albúm, mas quando o mesmo sai, sai com perfeição. É claro que muitos assuntos foram sendo colocados na prateleira e dificilmente agora poderão sair de lá. Peço desculpas também pela minha escrita que não é de nenhum letrado, mas quem me conhece, os números sempre foram o meu mundo, tentando como é óbvio melhorar cada vez mais. Tentarei voltar em força para acabar com a esmonia criada pelo Melo em termos de posts. Pensavas que te ficavas a rir e a dominar aqui o espaço não?

Parabéns a este nosso “pequeno” espaço, mas acima de tudo:

Parabéns a vocês, que nos acompanham e que ainda conseguem aturar as nossas paranóias.

Assim me despeço com amizade e até ao próximo Post.

P.S. – Post Nostálgico… O blogue só tem três anos, mas neste post parece que tem 30, lololololol.

Largo dos Peixinhos


O Largo dos Peixinhos está em vias de ser alvo de nova e profunda remodelação. Uma velha aspiração da Freguesia e dos seus habitantes, que diria ter nascido desde o 1º dia em que começaram as obras de remodelação que conduziram ao actual figurino que se lhe conhece.
Foi uma obra mal pensada, que descaracterizava a mística do Largo dos Peixinhos tal como o conhecíamos, e que passados estes anos não conseguiu conquistar ninguém.
Por isso, aplaude-se a iniciativa da Câmara, em promover a nova intervenção urbanística.
No entanto, ficam por chorar os €€€ gastos, desnecessariamente, aquando da 1ª intervenção. Um bom exemplo do que é que nunca se deve fazer, sobretudo quando a população não adere de forma entusiástica ao projecto publicado.

segunda-feira, novembro 09, 2009

E foi exactamente há 3 anos...

Que foi lançado o post deste blog.
828 posts depois, a saga rumo ao post n.º 1000 continua!
Não são muitos os blogs que conseguem aguentar 3 anos numa base regular, e nisso o Uma Espécie tem-se aguentado.
Tivemos em tempos a colaboração da Anabela Moreira, que lamento ter sido efémera. Gostava das suas intervenções, era uma clara mais-valia para esta Casa, e foi pena ter-se desligado da blogoesfera.
Quanto ao Felgueiras, o grande impulsionador desta brincadeira, agora que a TVI perdeu a Manuela Moura Guedes e o seu jornal de sexta-feira, que as suas intervenções foram-se tornando mais esporádicas, em todo o caso, fica a esperança de que possa voltar a brindar-nos com os seus posts cheios de bom humor, e corrosivos nalguns casos.
Da minha parte, enquanto houver assunto, e o tempo o permitir, por cá continuarei a debitar mais uns nacos de prosa.
U2, Sporting, Esposende, Portugal, os assuntos de sempre, pelos quais continuo a vibrar. Num tom confessional, crítico, objectivo, humorado, parcial, imparcial, etc, etc, espero que os leitores desconhecidos, os amigos de sempre, e os colegas da ocasião, possam continuar a encontrar aqui boas razões para gastar um pouco do seu tempo.
A todos o meu muito obrigado! E ao Felgueiras também, por me ter desafiado para esta jornada!

Parabéns!

Ao Pedro Almeida (a.k.a Gato) pela menção honrosa no concurso de fotografia promovido pela Câmara Municipal de Esposende. Gostei muito da foto, nada pretensiosa, e a deixar o Oceano falar mais alto, pela imponência que nos impõe. Depois os pormenores dos banhistas ao fundo, e da bandeira...uma perspectiva da nossa praia muito bem conseguida!
Mais detalhes sobre o concurso aqui.



sexta-feira, novembro 06, 2009

Ahahahahah

"Já tive a conversar com o Bettencourt e achamos por bem que sejas tu o próximo treinador dadas as excelentes prestações no mano-a-mano", Zé Rui

domingo, novembro 01, 2009

A última crónica que escrevo sobre o Sporting

Até o Paulo Bento sair. Ou o Sporting sagrar-se campeão. Ou der 4-0 pra cima ao Benfica (mas nesse caso, só pra falar excepcionalmente desse jogo).
O Paulo Bento é um bom homem. Pegou a equipa num momento complicado, quando era treinada pelo José Peseiro e contra todos perdia, e soube dar-lhe novo fôlego, de que os apuramentos pra Champions e taças/supertaças nos anos seguintes foram disso exemplo. Uma prova provada de que a chicotada psicológica funcionou. Mas hoje o Paulo Bento está a passar por uma situação como a do Peseiro. Cada jogo que passa a equipa não melhora, pelo contrário, e os adeptos afastam-se mais e mais. Esperava que Paulo Bento soubesse ver esses sinais, mas de momento está muitocomplicado essa auto-avaliação.
O jogo hoje contra o Marítimo, mostrou uma equipa esforçada, mas que não tem futebol de jeito para quem quer ser campeão ou dar luta nesse campo, e que deixou o adversário jogar. Não sei em que é que José Eduardo Bettencourt se baseia para dizer que não vê mais nenhum treinador a conseguir melhor do que isto...
Enfim, o resultado foi o esperado, e o lance final do Caicedo a falhar o golo na cara do guarda-redes foi o resumo do que tem sido a época do Sporting: desinspirada. Caicedo que diga-se tirou hoje todas as dúvidas quanto a ser uma contratação falhada. Não vale de maneira alguma os €8 milhões que o Manchester City pede por ele.
O ambiente em Alvalade é péssimo. Estamos com o pior início de temporada dos últimos 15 anos, e a direcção deixa muitas palavras mas não se vê a tomar nenhuma acção. Entristece-me muito esta situação. O Sporting está a definhar, e quem lá manda está conformado com os factos e quer forçar os adeptos a conformarem-se também.
Espero que José Eduardo Bettencourt deixe o lugar de adepto vir um bocado mais ao de cima, e reconhecer que a estratégia actual só está a afasta os adeptos da equipa. E esses, são o principal jogador do Clube.

Daqui a pouco em Alvalade...

Quis o destino que os 2 únicos jogos desta época da Liga Portuguesa que assisti ao vivo fossem todos do FC Porto. Bah!
Hoje, felizmente que vou voltar a uma casa onde sou feliz, embora nos últimos tempos tenha saído de lá mais deprimido do que propriamente feliz.
Vou com particular interesse a Alvalade porque este pode bem ser o último jogo do Paulo Bento como treinador do Sporting. Claro está, depende de como as coisas correrem.
Mas a saída do Paulo Bento é questão de jogos.
Estamos muito agradecidos pelo bom trabalho feito nos últimos 4 anos, mas as coisas chegaram àquele ponto em que não dão mais. Os jogadores jogam pior do que no ano passado, e no ano anterior a esse, a táctica é a do costume, os adversários já a conhecem, já nos ganham, perderam todo o respeito, e chegados a este ponto, importa saber de quem é a culpa? Treinador, jogadores, dirigentes. A cada qual a sua culpa. Mas há demasiados factores importantes que convergem no Paulo Bento, por isso não me digam que ele não é o principal culpado. Por que é que o Stoijkovic tá encostado? Por que é que o Postiga, o Pereirinha, o Polga, só para citar alguns, não tão a jogar nadinha este ano? Por que é que só sabemos jogar 1 sistema táctico? Desculpem, mas se isto não é culpa do treinador...São aspectos que influenciam o rendimento de uma equipa, a sua competitividade, e reflexamente o desempenho pontual.
Por isso, urge chicotada psicológica em Alvalade. De preferência, antes do Natal.

Legendary

sábado, outubro 31, 2009

360º Tour - see you next year

Terminou esta semana em Vancouver a 2ª légua da 360º Tour dos U2.
Uma Tour que marcou o regresso em grande dos U2 aos palcos europeus, ao fim de 4 anos de ausência, com 1 palco soberbo, muito bem conseguido, e um alinhamento onde as músicas falaram mais alto, mostrando uma banda em excelente forma, que revisitou a sua carreira, não deixando de apontar caminhos interessantes para o futuro.
Pessoalmente, foi a concretização de um sonho, de ver os U2 no estrangeiro, designadamente na sua terra natal, em Dublin, onde assisti a 2 concertos memoráveis.
Para o ano há mais, e a presença no concerto do dia 2 de Outubro em Coimbra está garantida!
Será uma oportunidade para até lá ver as músicas de sempre da banda que me faltam ainda ouvir. Stay, é garantidamente uma delas.
Para a história, ao fim de 3 concertos de U2, ficam as 42 músicas que tive o privilégio de ver e ouvir ao vivo.


1- Where the Streets Have No Name (3)
2- With or Without You (3)
3- One (3)
4- Beautiful Day - Sgt. Pepper's - Here Comes the Sun/Blackbird (3)
5- Vertigo (3)
6- City of Blinding Lights (3)
7- Pride (3)
8- Sunday Bloody Sunday (3)
9- Elevation (2)
10 - I Still Haven't Found What I'm Looking For (2)
11 - Breathe (2)
12 - No Line On The Horizon (2)
13 - Get On Your Boots (2)
14 - Magnificent (2)
15 - The Unforgettable Fire (2)
16 - I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight (2)
17 - MLK (2)
18 - Walk On - You'll Never Walk Alone (2)
19 - Ultraviolet (2)
20 - Moment of Surrender (2)
21 - I Will Follow (1)
22 - The Electric Co. (1)
23 - New Year's Day (1)
24 - Miracle Drug (1)
25 – Sometimes You Can't Make It On Your Own (1)
26 - Love and Peace or Else (1)
27 - Bullet the Blue Sky (1)
28 - Miss Sarajevo (1)
29 - Zoo Station (1)
30 - The Fly (1)
31 - All Because of You (1)
32 - Yahweh (1)
33 - 40 (1)
34 - Desire (1)
35 - Stuck In A Moment (1)
36 - The Auld Triangle (1)
37 - Until the End of the World (1)
38 - Bad (1)
39 - Unknown Caller (1)
40 - In a Little While (1)
41 - Angel of Harlem (1)
42 - Mysterious Ways (1)

quinta-feira, outubro 29, 2009

Liga Record

O meu amigo Zé Rui joga há anos esta modalidade, mas até agora tem estado sempre atrás de mim na classificação.
Diz que tem escolhido jogadores que depois não jogam ou estão lesionados...E eu a pensar que ele era um especialista na matéria, que estava sempre em cima dos acontecimentos. Um mito que se desfaz jornada após jornada....
Enquanto isso, a nível da Liga Privada entre colegas da empresa, os 2 primeiros, benfiquistas doentes, lá vão aproveitando a fúria atacante do Benfas para irem cimentando a dianteira, e distanciando-se cada vez mais do pelotão...Mas ainda faltam 22 jornadas e estou confiante na recuperação!

terça-feira, outubro 27, 2009

Alto Astral

Se podiam viver sem mim?

Podiam, mas não era a mesma coisa…

sábado, outubro 24, 2009

Amo o meu País!

Hoje de tarde assisti a uma cena peculiar no parque de estacionamento do Colombo.
Filha, de 40 e tal anos, e mãe, com os seus 60 e pico, tentavam pagar o bilhete do parque. O valor a pagar era de 3€, mas a filha só tinha notas de €20. Tentava pagar e nada. Até que um senhor chamou à atenção para o facto de as notas de €20 só darem para pagamentos iguais ou superiores a €10.
Posto isto, a velhota começou a vociferar, dizendo à filha que pagasse com multibanco. Aliás, ela própria encarregou-se disso mas a filha rapidamente tirou o cartão dizendo que a máquina não tinha opção de pagamento por cartão pelo que não lhe restava mais nada que não ir trocar a nota de €20.
Enquanto aguardava pela filha, a senhora começou a dizer mal do País, dizendo que só em Portugal é que acontecia destas coisas, que já não gostava do País, e que tinha deixado de gostar há alguns anos. Não deixa de ser curioso que as pessoas para justificarem as suas irritações ponham as culpas em cima do País.
O senhor que tinha chamado à atenção respondia que adorava Portugal, por cada vez que a velhota dizia que não gostava.
Achei que aquela discussão não era a minha e nada disse. Mas, obviamente, que amo o meu País.
Não é o melhor País do mundo, tem os seus defeitos, mas não conheço outro, e para ser franco, nem me interessa mudar de País mesmo que me dessem a oportunidade. Amo Portugal e amo ser português. Sempre.

sexta-feira, outubro 23, 2009

A melhor banda sonora de sempre


A ouvir em alta-rotação.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Parabéns!

Astérix e Obélix, 50 anos!
A minha banda desenhada preferida de sempre, a par do Tintim e Lucky Luke. São imortais, resistem ao teste do tempo (ao contrário dos livros do Tio Patinhas que quando entramos na adolescência arrumamos para o lado) e continuam a divertir como da 1ª vez!
Já foi anunciado que depois da morte do autor sobrevivente - Uderzo - continuarão a ser escritas mais aventuras da dupla dos irredutíveis gauleses. É uma opção discutível, que lançou coro de dúvidas, mas já que foi tomada, há que aguardar então pela 1ª aventura, e depois dizer de nossa justiça.

2º concerto em Coimbra

E não vamos.
Como diria o Felgueiras "há que dar oportunidade a outros". Mai nada!
Falando sério, é óbvio que gostaria muito de ir ao 2º concerto da banda da minha vida, mas ir a 1 já é fantástico, e há outras prioridades na vida. O próximo ano será fértil em casórios e há que começar a poupar.
Tive a realização pessoal de em Dublin ter ouvido praticamente todas as músicas da minha vida, sobretudo as que me faltavam ouvir, e por isso cedo com bonomia o 2º concerto para outros que nunca tiveram a oportunidade.
Em todo o caso, continuo com a Stay em falta. É a música que mais quero ouvir, e tomara que daqui a 1 ano os U2 se lembrem de a tocar! Porque se só o fizerem no dia seguinte....grrrrr!!

sábado, outubro 17, 2009

Eleições - quem ganhou, quem perdeu

As eleições autárquicas do Domingo passado no Distrito de Braga trouxeram indicadores muito interessantes: com a vitória em Barcelos, a par das de Braga e Guimarães, o PS detém as câmaras mais importantes do Distrito. O PSD tem assim em Esposende a sua câmara mais representativa no Distrito, sendo a sua principal referência nos próximos 4 anos. Pode ser que, finalmente, o PSD Esposende veja a seu posição devidamente reconhecida, e tenha uma palavra a dizer na composição das listas para as legislativas daqui a 4 anos. Porque os últimos 14 anos só levam a concluir que o PSD Esposende não sabe negociar.
Relativamente aos resultados autárquicos em Esposende, seguem-se umas breves notas:
PSD - João Cepa ganhou sem problemas, tendo aliás tido o seu melhor resultado desde que é candidato. Venceu com uma maioria inequívoca, com quase 60% dos votos, recuperou o 5º vereador perdido há 4 anos, e ganhou a Junta das Marinhas. Melhor era impossível! Apenas perdeu a Junta de Fão, mas aí pouco poderia fazer, já que o seu candidato (presidente em funções), segundo consta não goza de grande apreço pessoal naquela freguesia.
Afinal nem a mudança de toda a equipa da vereação, nem a falta de abertura à JSD Esposendee aos jovens nas listas, tiveram quaisquer implicações na campanha e depois na votação, com eventual passagem de votos para o CDS (que até acabou por baixar um pouco a votação) ou não recuperação do 5º vereador, que tinha aqui indiciado como o mais provável.
Há que reconhecer o mérito de João Cepa e da obra e boa campanha feitas, e reconhecer também que o PSD em Esposende é cada vez mais sinónimo de João Cepa. É um bom Presidente, com importantes obras estruturais concretizadas, que a todo o Concelho agradam, e consegue cativar. Depois, o PS não tem conseguido apresentar um candidato mais fresco e carismático, e o CDS como tem eleitorado comum com o PSD sai prejudicado quando é hora de optar entre um e outro.
Agora que as principais obras estruturais do Concelho estão bem encaminhadas, julgo que o grande desafio de João Cepa para os próximos 4 anos residirá no capital humano, no combate aos fenómenos de exclusão social que surjam (porque os tempos não estão fáceis), bem como em tornar Esposende um pólo de fixação para os jovens (dinamizar os cluster actuais - Turismo, Ambiente- e tentar captar novos clusters, como por exemplo as Energias Renováveis).
PS - o grande derrotado da noite. Perdeu milhares de votos, perdeu o 2º vereador, perdeu a Junta de Marinhas e quase perdia a Junta de Esposende. Ganhou a Junta de Fão é verdade, mas isso não impediu que a sua noite eleitoral fosse um desastre.
João Nunes foi um candidato esforçado, mas a sua falta de carisma foi um grande óbice. Confrontado com a juventude de João Cepa e frescura de Hersília Brás Marques, o candidato do PS surgia sempre como alguém com imagem pesada, não criando empatia com o eleitorado.
Já aqui referi em tempos: o PS só se safa em Esposende se arranjar um candidato novo, boa imagem, e que entre na corrida para daqui a 8 anos. Olha-se para o PS em Esposende e as figuras de referência são as mesmas de há 10 anos atrás. Dá ideia que o partido não consegue rejuvenescer.
Daqui por 4 anos, José Felgueiras já terá 16 anos de presidência da Junta, se Losa Esteves candidatar-se a Marinhas será mais do mesmo, e João Nunes candidato à câmara não se repetirá, depois da derrota pesada. Tem assim o PS um grande desafio pela frente, em encontrar esse novos rostos.
CDS - teve um resultado relativamente bom. Consolidou o vereador ganho há 4 anos é certo, mas não afasta o certo sentimento de desilusão, já que apostara bem forte nestas eleições, mas baixou a sua votação em 1 milhar de votos, viu o PSD ter um resultado fantástico, e também não conseguiu aproximar-se do PS, que se mantém confortavelmente como a 2ª força política.
Teve um bom resultado na Junta de Freguesia de Apúlia é verdade, mas de resto não há dados de relevo a registar já que não se candidatou em quase todas as outras Juntas. Assim, a expressão política do CDS em Esposende reconduz-se à câmara e a 3 deputados municipais. Não chega, para quem quer ter mais força no Concelho.
CDU - manteve o seu deputado municipal, que era o principal objectivo. No demais teve um resultado inexpressivo para a Câmara, o que não é novidade nenhuma. É bom para o Concelho esta representação partidária diversificada na Assembleia Municipal. Só por isso torcia para essa vitória da CDU, e fico contente.
BE - foi a estreia nestas andanças. Um resultado fraquito, ao nível da CDU. Se trabalhar bem a implantação no Concelho poderá ultrapassar a CDU daqui por 4 anos, que é o seu primeiro desafio. No entanto, julgo que nos próximos anos o BE não poderá ambicionar a mais no Concelho do que a 1 representação sua na Assembleia Municipal.

sexta-feira, outubro 16, 2009

Livra....

Centenas de fãs dos U2 concentrados à porta da FNAC.

Naahhh...já me bastou a minha saga de há 4 anos. Ainda que custe dar €50 por ano pela subscrição no U2.com, vale bem a pena o esforço! Foi da maneira que comprei os bilhetes para Dublin e Coimbra à distância de 1 clique, sossegadinho na cadeira, sem apanhar frio, chuva e fome.

Admiro a malta que vai para a porta da bilheteira 2 dias antes. No meu tempo foi menos duro, desde as 23h30 até às 10h do dia seguinte. Mas, como digo, basta 1 vez e pronto.

quinta-feira, outubro 15, 2009

Enganar o eleitorado II

João de Deus Pinheiro renunciou ao mandato de deputado por Braga, sem chegar a aquecer o lugar. Coisa idêntica fizera Luís Filipe Menezes nas legislativas de há 4 anos, depois de eleito, ele que fora nessa época cabeça-de-lista por Braga..
Alguma coisa (de grave) se passa para os cabeças de lista do PSD pelo Distrito de Braga não tomarem o seu lugar. Mas, muito pior, alguma coisa se passa para o PSD não conseguir escolher gente melhor, de preferência com ligação à região, para protagonizar a candidatura por esse círculo.
Estes 2 maus exemplos deixam eleitores, como eu, que votaram no Partido, defraudados. Porque demonstra falta de respeito pela região, logo uma das mais decisivas a nível nacional.
Espero que daqui por 4 anos o PSD acerte, e indique um candidato melhor. Espero também que Esposende possa ver um candidato seu num lugar elegível porque já o merece. Num distrito cada vez mais rosa, faz sentido que o concelho que maiores vitórias dá ao PSD, continue sem ver um candidato seu em lugar elegível?...
Adenda: Felizmente que há alguém que diz basta!

quarta-feira, outubro 14, 2009

Já está!

2 de Outubro de 2010. Em Coimbra.
Ainda falta um bocadão enorme, mas rever U2 pela 4ª vez....lindo!!!

terça-feira, outubro 13, 2009

Amália

Grande post.

sexta-feira, outubro 09, 2009

Fim de campanha

Termina hoje a campanha eleitoral para as Autárquicas 2009.
À distância de Esposende ficou mais complicado acompanhar in loco as incidências. Mas isso não impediu de tomar pulsação ao que se ia passando pelo Concelho, e registar o mais e o menos da campanha.
Ponto negativo foi sem dúvida a ausência de debates entre os principais candidatos. Um erro grave, e que já não se usa nos dias de hoje. Por muito que haja candidatos não se suportem pessoalmente (e é tão fácil encontrar casos desses em Lisboa, Porto ou Sintra), tal não impede que estes aceitem e participem em debates com os seus adversários, para esgrimir ideias e mostrar porque merecem ser eleitos. Infelizmente, os candidatos em Esposende não deram esse exemplo.
Ponto positivo foi a qualidade dos cartazes dos 3 principais candidatos. Cartazes elegíveis, com bom fundo, mensagem simples. Nada de extravagâncias como se viu em muitos sítios do País. Aí Esposende deu o exemplo! Ainda sobre os cartazes, cabe dizer que os do BE não lembram a ninguém. Mal se vê a cara da candidata.
Relativamente às eleições do Domingo próximo, os desafios que se colocam a cada um dos Partidos são os seguintes:

PSD - Para João Cepa a vitória passa por manter a maioria, manter as Juntas ganhas há 4 anos, e ganhar a Junta das Marinhas.
Já aqui o referi várias vezes: João Cepa tem obra feita para ganhar mais 4 anos. Quanto a ganhar 1 vereador acho muito complicado.
Fica a nota de curiosidade de se saber até que ponto a mudança de toda a equipa da vereação prejudicará ou não João Cepa. Nomeadamente, será que os descontentes do PSD irão transferir os seus votos para o CDS? Por outro lado, o descontentamento da JSD pela exclusão dos seus membros da lista poderá surtir algum efeito desmobilizador.

PS - Para João Nunes, um bom resultado passa por manter os 2 vereadores eleitos há 4 anos, reforçando a votação; manter as 2 Juntas de Freguesia em Esposende e Marinhas, e conquistar uma 3ª Junta (pelo menos) ao PSD.

CDS - Para o CDS um extraordinário resultado assenta na conquista de um 2º vereador e passar a 2ª força política em Esposende. Há o risco de alguns descontentes do PSD transferirem os seus votos para o CDS, como aconteceu nas últimas legislativas, o que poderá mudar a relação de forças entre os 3 principais partidos em Esposende.

CDU - Manter o deputado eleito para a Assembleia Municipal é desafio da CDU. O candidato à câmara é pouco visível, e não passa boa mensagem. Nesse aspecto, Manuel Ribeiro só houve um, aquele e mais nenhum.
Pessoalmente, gostava que Manuel Carvoeiro continuasse como deputado na AM, uma vez que acho importante para o debate político em Esposende haver várias sensibilidades representadas, e que ainda que só saibam falar mal e mal, às vezes costumam acertar, e isso é bom para o debate.

BE - a grande incógnita. Um partido que não tem expressão autárquica, mas que por força dos últimos resultados de legislativas e europeias promete algumas boas surpresas em autarquias do País.
Quanto a Esposende, o melhor resultado era eleger alguém para a Assembleia Municipal. Vai ser difícil, até porque a candidatura surgiu há pouco tempo.

quinta-feira, outubro 08, 2009

Essa tá boa!

"Rui Rio tem o apoio de 6 milhões de benfiquistas," Elisa Ferreira candidata do PS à Câmara do Porto.

Muito boa gente do PS gosta de endeusar Elisa Ferreira, como um dos talentos maiores da política nacional. A salvadora da cidade do Porto, vaticinam alguns. Se há comportamento que não aprecio nada em política é "ter a mania". E Elisa Ferreira tem muito a mania. Que é muito boa, que Rui Rio não vale nada, que andar de braços dados com Pinto da Costa é que é, e que se candidatar às Europeias e depois às autárquicas não é contrasenso nenhum.
Felizmente que no domingo Elisa Ferreira irá levar uma banhada do RIO. Uma banhada de humildade. Para ela, e para o PS nacional com enfoque no Porto, que desde os tempos de Nuno "Triposo" Cardoso parece não ter aprendido nada.

quarta-feira, outubro 07, 2009

Onda laranjinha

No relato fotográfico sobre a onda laranja que invade o Concelho nestas alturas, não deixa de ser curioso observar, nesta foto, a composição da assistência nas primeiras filas. Aí estão eleitores que farão toda a diferença já este domingo!
Agora falando sério, quando se trata de publicitar, promover uma onda de apoio público, para mostrar a dinâmica de vitória existente e quiçá cativar ainda mais eleitores, não há necessidade de encher a moldura humana com figurantes que ainda não têm idade para votar. Porque soa a ridículo.

PSD Esposende - o inimigo público nº 1

Para o PSD a principal batalha nestas autárquicas é recuperar a presidência da Junta de Freguesia das Marinhas. Porventura até mais do que recuperar o vereador perdido nas últimas eleições, algo que se afigura mais complicado. Prova disso, as sucessivas acções de campanha que têm vindo a ser feitas na freguesia durante a campanha eleitoral.
O último ano foi pródigo na troca de acusações mútuas entre João Cepa e Losa Esteves, o qual se revelou particularmente hábil em provocar e enervar o edil da nossa autarquia.
O cartaz de Losa Esteves sobre as promessas que João Cepa não cumpriu para o Concelho foi paradigmático do verniz estalado entre ambos.
Agora o PSD aposta com toda a força em retirar a presidência da Junta das mãos de Losa Esteves. Será, sem dúvida, um dos pontos altíssimos da noite eleitoral do próximo Domingo no nosso Concelho.

Só agora?

Para quem ainda não reparou, foi actualizado o link relativo ao candidato João Cepa na secção Indecisão 2009.
Finalmente o site de apoio oficial a João Cepa conheceu a luz do dia. Nele poderá ser encontrado o programa eleitoral, bem como os candidatos à Câmara, Assembleia Municipal e Juntas.
Pena é que o site surja só agora, a menos de 1 semana das eleições. Há já algum tempo que os cartazes do PSD estão espalhados nas ruas, e não se vislumbra neles qualquer referência ao site.
Na passada sexta-feira quando me dirigi à sede de campanha do PSD em busca do programa eleitoral e elenco dos candidatos, informaram-me que tais documentos só estariam disponíveis daí a dias. Mas, para não ir de mãos a abanar, deram-me o folheto relativo à candidatura de José Magalhães à Junta de Esposende.
Portanto, já dentro do período oficial de campanha eleitoral, não havia o livrinho ou folheto com o programa eleitoral e candidatos por distribuir, nem o site oficial estava operacional. Nisso aí o PS esteve bem melhor. Quanto ao PSD, a conclusão que se retira é que o marketing da campanha falhou porque não teve, pelos vistos, tudo preparado a tempo e horas.

terça-feira, outubro 06, 2009

Música fantástica

Uma música lindissima, feita em português e que recorda os desenhos animados dos tempos de menino. Que saudades...

Aposta forte

O CDS é hoje um partido com modesta expressão autárquica a nível nacional, tirando aquela que lhe advem das coligações com o PSD. Se no passado possuía a liderança de dezenas de autarquias, hoje tem na Vila de Ponte de Lima o seu último bastião.
No entanto é em Esposende que têm surgido alguns dos melhores resultados eleitorais a nível nacional do Partido, tendo o Concelho sido aliás apontado como exemplo das poucas vitórias nas últimas autárquicas, através da recuperação do vereador perdido.
Nas legislativas deste ano, nomeadamente no combate eleitoral pelo distrito de Braga, o CDS voltou a apostar forte, com a presença assídua de Telmo Correia no Concelho.
Agora que a luta é outra, o CDS não deixa de aproveitar o capital de confiança que o extraordinário resultado das legislativas lhe trouxe e de que os 15% em Esposende foram um bom tónico.
Nuno Melo e Telmo Correia, braços-direitos de Paulo Portas, têm aparecido em importantes manifestações de apoio à candidata Hersília Brás Marques. Nesse aspecto, a candidatura do CDS em Esposende tem contado com a presença de pesos-pesados do Partido, ao contrário do que sucede com as candidaturas rivais de PSD e PS. Mas também Esposende é dos poucos redutos onde o CDS pode fazer um brilharete, daí a forte aposta.
Neste sábado último, houve um jantar de apoio a Hersília Brás Marques, que segundo consta contou com a presença de 950 apoiantes.
Independentemente do número de apoio, destaca-se a presença de José Paulo Carvalho, o vereador eleito nas últimas eleições e que entretanto se desvinculou do Partido. Recorde-se que este Verão José Paulo Carvalho protagonizou uma troca de palavras algo azeda com Berta Viana. Mas os superiores interesses do Partido, pelos vistos, falaram mais alto, e José Paulo Carvalho não se coibiu de manifestar o seu apoio de forma pública.
Um bom exemplo que se aplaude. O CDS foi sempre caracterizado por algumas guerrilhas entre os seus membros, que nada ajudaram à imagem de coesão e solidariedade que devem marcar um partido. E no caso de Esposende, em que há uma aposta fortíssima em reforçar a expressão eleitoral do Partido no Concelho, foi importante superar essa guerrilha entre os 2 principais protagonistas das últimas autárquicas, que poderia condicionar a candidatura de Hersília Brás Marques, desviando a atenção ao seu programa para a troca de palavras que se ia gerando.
P.S: A ausência de uma candidatura à Junta de Freguesia de Esposende foi um erro. Filipe Lima há 4 anos realizou um trabalho meritório, numa candidatura voluntariosa, que começava a lançar as bases para uma nova candidatura este ano. Não o fazendo, o CDS abriu o flanco ao PSD em Esposende, e deixou de capitalizar a aposta em Filipe Lima que trouxe um discurso refrescante com boas ideias, deixando antever um bom valor político para o Concelho.

domingo, outubro 04, 2009

Cada vez menos forever....

O futebol do Sporting é tão previsível que mete dó. Já todas as equipas conhecem a nossa forma de jogar, já não dá para improvisar nem surpreender.
Os reforços não pegam, os craques que já tínhamos continuam sem render, fica difícil perceber até onde vai durar a margem de manobra de Paulo Bento.
É que se no passado podíamos beneficiar de um Benfica em muito pior estado do que nós, desta feita os nossos rivais não estão para dar abébias, e com um Braga em grande plano, não deverá demorar muito mais para o Sporting dar-se oficialmente por arredado da luta pelo título. É pena.

Debates...ou a falta deles!

Há 4 anos o Jornal de Esposende organizou um debate no Hotel Suave Mar com os principais candidatos à Câmara Municipal, debate esse a que faltou João Cepa invocando recusar-se a debater com Tito Evangelista, que lhe tinha feito graves acusações sem qualquer fundamento. Foi pena porque os debates são muitas vezes a sede própria para de forma directa e pública se desmontarem certas acusações, incluindo as falsas. Por outro lado, o Concelho merece o respeito de todos os candidatos, sem excepção, e tal respeito realiza-se também em eles virem a terreno defender as suas propostas, seja de forma isolada, seja sobretudo em debate com os adversários, comparando as propostas, desmontando as críticas, tudo contribuindo para que os eleitores tenham melhor percepção do que é que se está a propor para o Concelho e quem oferece o melhor programa autárquico.
Dito isto parece que este ano os nossos debates vão voltar a ficar marcados pela falta de comparência.
A Esposende TV realizou ontem um debate a que faltaram João Cepa e João Nunes, logo os 2 principais candidatos entre quem se vai discutir a eleição.
Pode ser que ainda venham a debater durante a semana, mas sendo ontem dia de fim-de-semana, perdeu-se uma boa oportunidade de se realizar um debate alargado, onde o público pudesse comparecer e colocar as suas questões.
A partir desse debate poderiam surgir novos dados interessantes para debater e retorquir na semana que falta de campanha, o que é aliás normal em campanhas eleitorais. Mas Esposende, pelos vistos, parece continuar à margem desse processo. E com grande pena digo, porque não é assim que se faz a democracia.

quinta-feira, outubro 01, 2009

E um project-finance não?

João Nunes anunciou um princípio de acordo com o Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais (I.E.S.F.), para a criação de um pólo de ensino em Esposende. Confesso a minha ignorância quanto à existência de tal instituição.
Mas independentemente de considerações quanto ao mérito/utilidade de tal instituição de ensino, não deixa de ser um pouco estranho que a instalação de Universidades se possa basear em princípios de acordos com candidatos a autarquias! Uma novidade para mim.
Que seja uma Câmara a celebrar um acordo desse tipo ainda se aceita, dada a autoridade que lhe está associada para poder vincular o concelho, agora um candidato, que pode nem ganhar as eleições para as quais concorre (que é o que irá acontecer neste caso)? Que levará uma instituição de ensino a sujeitar-se a uma situação deste tipo? Confesso o meu espanto.
Ocorrem-me, aliás, as palavras de José Eduardo Bettencourt quando comentou o anúncio do princípio de acordo de Eriksson com o outro candidato: treinadores de prestígio não assinam princípios de acordos com candidatos.
Com as devidas adaptações, diria também que instituições de ensino de prestígio não assinam princípios de acordos com candidatos.
Que João Nunes enuncie o projecto de trazer uma instituição universitária é uma coisa, agora dizer que já assinou um princípio de acordo soa a ridículo, porque a Universidade é uma coisa muito mais séria e grave do que ficar dependente de resultados de eleições.
O tema da Universidade é recorrente no debate político autárquico. Há dezenas de instituições universitárias espalhadas pelo País, e cabe perguntar se há lugar para mais alguma.
Nos dias que correm, em que o ensino profissional conhece nova pujança, estando a mostrar-se muito mais empregador do que o ensino universitário, talvez fosse melhor repensar-se o ensino profissional que actualmente temos no Concelho, visando um ensino mais diversificado, em vez de se sonhar com Universidades e respectivos pólos.

terça-feira, setembro 29, 2009

Respect


Paulo Lachado
José Pedro Torres
Pedro Sousa

domingo, setembro 27, 2009

Regresso ao Dragão

Para ver novo Porto-Sporting, desta vez junto dos meus!
Foi um ambiente fantástico aquele que antecedeu a entrada no estádio. Os adeptos concentrados, a aguardar ordem para poderem entrar na bancada que lhes estava reservada, e enquanto esperavam, entoavam os cânticos de apoio ao clube. Arrepiante! Claro está que os indefectíveis da Juve Leo, Directivo e Torcida são tão assustadores como os dos Super-Dragões, com quem vi o Porto-Sporting da época passada. Nesse aspecto para mim custou muito menos do que à Elena, que coitada, lá se via infiltrada no meio do inimigo sem poder manifestar o mais pequeno apoio possível ao seu clube.
Aliás, quando estávamos os 2 a entrar no estádio, estava um cordão policial montado e ao passar pelos Polícias com os cães-de-fila ali bem atentos, houve um bruto pastor alemão que começou a saltar e rosnar para cima de nós, que quase me arrancava o braço! Ok, arrancar se calhar é exagero, mas nunca um pastor alemão rosnara ferozmente tão perto de mim como aquele de ontem.
Entrámos na bancada já tocava o hino do Porto (nesse aspecto a organização funcionou muito melhor, porque lembro-me de na época passada a torcida leonina ter entrado já o jogo decorria há 5 minutos), e fomos para cima da bancada, para um lugar onde pudéssemos ver o jogo sentados. E nesse aspecto as coisas correram bem. Enquanto as claques estavam lá para baixo, todos de pé, nós estávamos em cima, com óptima vista para o campo, sentados, e com adeptos mais normais à nossa beira.
Quanto ao jogo, perdemos bem, porque demos 20m iniciais ao Porto. Polga uma lástima. Foi o pior em campo da equipa. Fez a falta do golo, não marcou correctamente o Falcão, e fez penalti. Pior era impossível. O Sporting ainda reagiu, teve bons pormenores, mas tal não foi suficiente. Fico com a impressão final de que poderíamos ter saído do Dragão com 1 empate, mas falta à equipa a estrela de campeão, que Benfica e Porto já mostraram este ano.
A 5min do final começaram a sair os adeptos e nós aproveitámos! Era a maneira de não ficarmos meia-hora à espera no final, o que com 1 derrota do clube ainda iriai custar mais. Não nos arrependemos porque o resultado manteve-se igual.
Foi a minha primeira experiência de ver o Sporting junto da claque no estádio de um rival, e gostei. O resultado foi o menos bom, mas depois de empate, e agora derrota, acredito que na 3ª ida ao Dragão a vitória já será nossa! :)

U2 em Coimbra

Já era mais ou menos notícia esperada, mas foi com muito agrado que se soube do anúncio oficial do regresso dos U2 a Portugal. Mais concretamente a Coimbra, e no dia 2 de Outubro de 2010.
Estranho o concerto ser só daqui a 1 ano, mas a banda lá sabe os seus timings.
O concerto calha a um Sábado, e sendo véspera de fds prolongado, é uma óptima oportunidade para passar uma belas mini-férias.
Gostava que marcassem ainda uma segunda data. Infelizmente não estou a fazer planos para ir vê-los lá fora, mas isto de ter visto 2 concertos de U2 criou um hábito que não queria perder... :)

Vimeiro

Nesta semana que passou estive no Vimeiro, quartel-general das formações da Price (desde 1979).
Foi uma semana bem passada, sempre em formação, onde deu para conhecer novos colegas e estabelecer contactos. O tempo também estava fantástico tornando penoso olhar para a praia à distância de 100m e não poder ir lá dar um mergulho.
Vale bem a pena conhecer as potencialidades do Hotel Golf Mar no Vimeiro. Um lugar de encanto onde um fds de descanso lá passado é sucesso garantido.
Gostei de lá voltar, depois da primeira ida em 2006.

domingo, setembro 20, 2009

Gato e os politicos

Politicos em programas de televisão? Natural. Politicos em programas de entertenimento puro e duro? Agora parece que sim!!! Os gatos conseguiram a proeza de levar os politicos ao "banco dos réus" do seu programa. E os politicos até não se têm saido mal. Aqui e ali, conseguem ter piada e fazer rir o próprio RAP que certamente não esperaria algum humor por parte dos mesmos. Mas agora que o Presidente da República tenta fazer Stand-Up comedy nos seus discursos e que Alberto João já por várias vezes desfilou cravado de lantejoulas no Carnaval Madeirense, aguardo para ver que piada nos trará as Legislativas.

De humor negro anda o mundo cheio...

Baptismo de Voo (2)

Ora bem, não foi bem um baptismo de voo, mas quase. A primeira vez que fui contra a lei da gravidade foi num heli, mas desta feita, foi mesmo de avião. Nunca tinha andado e faz tempo que havia curiosidade... Deveria ter sido em Julho, na ida à Irlanda, mas outros motivos falaram mais alto.
No entanto, na passada Terça-feira, aconteceu mesmo.
O catalizador foi mais uma reunião na ANA - Aeroportos de Portugal. Depois de um fim-de-semana desgastante, de uma Segunda-feira de trabalho das 8:00h às 22h e depois uma viagem até Lisboa de carro, é natural que estivesse de rastos. Para além disso, fazer Consultoria na área Aeroportuária sem nunca ter sentido realmente a sensação de andar de avião, fazia-me alguma espécie...
Ora, nada melhor que de um momento para o outro se decidir voltar ao Porto de avião, sem complicações.
Avião: Pardal, da Portugalia
Comandante: Miguel Fernandes
Viagem: Simplesmente deslumbrante, ver Portugal do ar, num final de tarde calma, acompanhar o Pôr do sol a vários pés de altitude, simplemente fantástico. E chegar e ver o Porto iluminado e pensar: "Cidade Bonita"...

Quem nunca andou, aconselho, quem já andou, faça esta viagem, no período do pôr do sol.

sexta-feira, setembro 18, 2009

Liga Record

57 pontos, 8638º lugar.

À frente na Liga Privada PwC, e à frente no mano-a-mano. Melhor estreia não podia ter!

Levezinho

Ok que o Heereenven não é nada de especial, e que o Sporting continua péssimo.
Mas o Liedson é um fora-de-série que vale por 5 (como diria JEB) ou mesmo 10!
É um atleta que vai deixar saudades e um craque no meu clube que igual só mesmo o Balakov!

Uma fraude!

Uma punhalada duríssima nas costas do ciclismo português!
Estes gajos não aprendem.
Estou muito triste porque tinha a Liberty como a minha equipa preferida, e boa impressão do Nuno Ribeiro e do Hector Guerra.
Mas isto é intolerável e não podemos ser condescendentes com os batoteiros.

quinta-feira, setembro 17, 2009

Esposende TV

É já daqui a poucas horas que arranca um dos mais ambiciosos projectos jornalísticos do nosso concelho dos últimos anos, a Esposende TV.
Para arranque nada melhor do a transmissão do debate no auditório municipal entre os 5 candidatos a deputados do distrito de Braga. À falta de um bom candidato a deputado numa das 5 listas do nosso Concelho, temos pelo menos a discussão sobre as ideias e projectos para o Distrito a vir até Esposende. Pena é não haver um John Stewart para perguntar ao João de Deus Pinheiro ou ao Telmo Correia algumas questões de lana caprina sobre lugares ou pessoas históricas da região que qualquer minhoto sabe, mas que eles certamente devem desconhecer
Sobre o canal, promete ter conteúdos variados, a cobrir o concelho todo e as suas gentes, dando destaque ao que de melhor se vai fazendo por lá.
O único ponto que me faz espécie neste projecto da Esposende TV é a sua direcção caber a Carla Viana, jovem esposendense, de que não se conhece nenhuma formação jornalística, que não os comentários cor-de-rosa que faz no Jornal de Esposende.
Sempre pensei que um projecto desta envergadura requeresse pessoas mais experientes na área, e por muito que uma jovem de 24 anos revele talento jornalístico, daí a passar para as suas mãos a Direcção de um Canal vai um grande passo.
Mas diz a história que por detrás de um director muitas vezes há uma grande equipa, e até pode ser que a Esposende TV se tenha reunido de bons profissionais da área, com vontade de fazer coisas interessantes. A ver vamos o que os conteúdos do canal nos reservarão.

segunda-feira, setembro 14, 2009

Liga Record

Este ano meti-me pela primeira vez na Liga Record.
Aqui no trabalho alguns colegas decidiram criar um mini-campeonato entre si, com direito a prémio e tudo. Somos 7 concorrentes, criámos a nossa própria Liga Privada e os prémios são um almoço no limite de €10 a pagar ao campeão de inverno, e um almoço/jantar sem limite de preço a pagar ao campeão nacional.
Mas a Liga Record tem também outras modalidades interessantes, como seja o mano-a-mano em que nos confrontamos directamente com 1 amigo ao longo do campeonato.
Também estou metido nessa modalidade, com o Zé Rui (ou Penta Boys), sendo os prémios acordados entre nós não menos interessantes: um jogo do clube preferido do campeão de inverno, a pagar pelo perdedor (que tem também de assisitir a essa partida); uma visita guiada ao estádio do clube do campeão nacional, a pagar pelo perdedor, que tem também de participar nessa visita guiada.
A minha equipa chama-se Levezinho do Norte, e tem na sua composição jogadores do Porto, Benfica e Sporting. O Sporting está mau de mais para só apostar em jogadores leoninos.
A época futebolística promete, e à falta de entusiasmo e pica pelos resultados do Sporting (que não tardará muito a ficar arredado do título), sempre existe a Liga Privada para me ir mantendo animado e interessado.

sexta-feira, setembro 11, 2009

À conquista da imprensa!

Primeiro um jornal económico.
Amanhã o Expresso.
E um dia A'Bola!

quarta-feira, setembro 09, 2009

Louçã, o menino

Chapeau para o artigo do Henrique Raposo no Expresso deste sábado. É obrigatória a sua divulgação!
O 'momento zen' desta campanha pertence a Francisco Louçã. Há dias, Louçã apelidou Duarte d'Orey de "menino de famílias". Esta acusação é, ao mesmo tempo, cómica e perigosa. Comecemos já pelo lado circense da acusação. É que isto dá mesmo vontade de rir. Porquê? Porque Louçã também é um 'menino de famílias'. O que é Louçã senão um baronete de esquerda? Por ser de esquerda, Louçã deixa de ser um 'menino de famílias' e passa a ser um emérito proletário com antepassados neo-realistas? Louçã sofre de uma espécie de esquizofrenia social: lança ódio contra as suas próprias origens. Louçã é um 'menino de boas famílias' com vergonha de ter nascido 'menino de boas famílias' (um complexo comum no BE). Em 'Diários de Paris' (Oceanos), Marcello D. Mathias diz que "há quem sofra horrores por nunca ter sido preso pela PIDE". Com Louçã, a coisa é um pouco diferente. O guia supremo do BE deve sofrer horrores por não ter nascido numa família humilde. Não faz mal. Eu tenho disso aos montes, e proponho já uma troca: Louçã concede-me as suas raízes aristocratas, e eu ofereço-lhe as minhas raízes plebeias. Para enorme benefício profissional, eu ascenderia à aristocracia da esquerda caviar. Para enorme benefício psicológico, Louçã adquiriria origens proletárias. Uma troca justa.

Deixando a comicidade de lado, convém dizer que este tipo de vocabulário é perigoso, porque revela um discurso político baseado no ódio. Louçã é um vendedor de ódios sociais (a luta de classes é isso mesmo: uma traficância de ressentimento). Um político que agita ódios é um perigo constante. Aliás, este comércio de licores rancorosos é a alma do populismo, e Louçã é o pior dos populistas indígenas. Louçã é tão virulento como os populistas de direita. O nível de ódio que Le Pen usa contra os 'pretos' é idêntico ao nível de ódio que Louçã usa contra os 'ricos'. O líder do BE lança racismo social contra os 'Belmiros', e, dessa forma, desumaniza os tais 'Belmiros'. E o pior é que este show de xenofobia social passa incólume. Ainda estou para perceber a razão que leva os media a proteger o político mais intolerante de Portugal.

Para o futuro do BE, importa saber uma coisa: qual é a força das facções respeitáveis do BE (aquelas que não dependem de Louçã)? A saída de Miguel Vale de Almeida não augura nada de bom a este respeito.

Momento

Só para assinalar o momento:

dia - 09/09/09
tempo - 09h09m09s

Momentos que só acontecem de 1000 em 1000 anos

terça-feira, setembro 08, 2009

Mediocridade em Alvalade

Muito perturbador o anúncio da renovação do Sporting com Pedro Silva, por mais 3 anos.
Um jogador sem qualidade pra alinhar na nossa equipa principal, e que é brindado com esta oferta. Se calhar pra compensar as ofertas com que ele brinda os nossos adversários...
Depois, não deixa de ser enternecedor o comentário do empresário de Pedro Silva, que atribuiu a instabilidade do jogador ao facto de estar no último ano de contrato e ser sondado por clubes da Alemanha e França. Resta saber de que divisão! Só podem estar a brincar connosco!
Depois da renovação de André Marques, o Sporting parece querer dar um sinal de força aos elementos da equipa mais criticados até agora.
Se quanto a André Marques ainda se aceita, pois o jogador ainda é novo e pode melhorar, já Pedro Silva, com 28 anos, não se lhe reconhece margem de progressão. Na época passada vi-o fazer algumas coisas bonitas (para muitos apenas fica a peitada a Lucílio Batista, mas no 3-2 ao Benfica o Pedro Silva jogou muito bem), mas tal não é suficiente para apagar os sucessivos erros. E vamos nós ter que aturar aquele sub-jogador por mais algum tempo.
Não havia necessidade...